Sermão: Os dois altares

“Este assunto é tão vagamente compreendido que milhares e mais milhares, professando ser filhos de Deus, são filhos do maligno, porque dependem de suas próprias obras. Deus sempre requereu boas obras, a lei as demanda; porém, pelo fato de o homem se haver posicionado no pecado, onde suas boas obras eram sem valor, unicamente a justiça de Cristo pode servir. … Tudo o que é possível ao homem fazer em favor de sua própria salvação é aceitar o convite: ‘Quem quiser receba de graça a água da vida’. Não há pecado que possa ser cometido pelo homem para o qual o pagamento não tenha sido alcançado no Calvário. Assim, a cruz, em ardentes apelos, oferece continuamente ao pecador uma expiação completa.” (Ellen G. White, Manuscrito 50, 1900).

Download do sermão em mp3

Comments are closed.